CEETO EM DESTAQUE

Tocantinenses discutem questões ligadas ao setor elétrico durante encontro em Belém (PA)

Integrantes do CEETO participaram dos debates

02/04/2022 às 14:45

Tocantinenses discutem questões ligadas ao setor elétrico durante encontro em Belém (PA)

Membros do Conselho de Consumidores de Energia Elétrica do Tocantins (CEETO) participaram entre os dias 31 de março e 1º de abril, em Belém (PA), do XXIII Encontro dos Conselhos de Consumidores da Região Norte – um diálogo que merece sua energia, que discutiu temas sobre as dificuldades do setor elétrico nos  referidos estados, tarifas hídricas,  gerador de energia da Região Norte junto ao cenário Nacional e o potencial das fontes renováveis, com a importância das discussões com melhorias para o atual Sistema Nacional. O evento aconteceu no Radisson Hotel Maiorana, na capital paraense, e contou com uma programação que incluiu palestras e sessão de perguntas e respostas.

Para o presidente do CEETO, Rudnei Fonseca, o encontro, que é realizado anualmente, tem pontos importantes, como a troca de experiências entre os participantes de cada estado. Na visão de Fonseca, o evento também trouxe informações sobre os impactos no Sistema Nacional de Energia com as bandeiras hídrica e vermelha. O presidente disse ainda que os governantes têm olhado pouco para o sistema elétrico e para a grande matriz energética que é a Região Norte.

Interação

De acordo com o vice-presidente do CEETO, Antônio Davi Gouveia, o encontro foi marcado pelos relatos apresentados pelos participantes. “Esse XXIII Encontro de Consumidores foi um momento de muita interação dos conselhos da Região Norte, quando tivemos a oportunidade de ver as boas práticas nos vários conselhos e também falou-se muito nas diversas fontes e processos de energias renováveis no Brasil e no mundo, onde nosso País está bem colocado no ranking mundial. Sempre vale muito a pena a participação nesses encontros regionais e nacionais”, comentou.

Discussões

Na visão da conselheira Marta Barreira Lustosa a programação do encontro oportunizou discussões construtivas para o aprimoramento do sistema elétrico brasileiro. “O encontro foi uma oportunidade de reencontrar com amigos queridos de todas as regiões brasileiras após dois anos de pandemia. Resumidamente o primeiro dia foi de muito foco nas legislações no setor elétrico, com uma brilhante apresentação do presidente do sindicato Eletrobras. Com o tema da privatização e os impactos na tarifa de energia elétrica e com todas as mazelas no processo por parte da Câmara, Senado e a entidade reguladora. Foi uma experiência de suma importância as pontuações dentro do setor”, ressaltou.

Profundidade

O conselheiro Mário Pillar definiu o encontro como um momento singular, porém, na visão dele, os debates precisavam ser mais aprofundados. “Evento ímpar, com uma programação abrangendo temas extremamente importantes, porém com explanações muito rápidas e superficiais, com pouco debate e discussão. Minha avaliação é que o futuro dos consumidores tem expectativas muito ruins. Estou convicto que o nosso bolso vai arcar com aumentos muito impactantes, correndo o risco de cortes definitivos por inadimplência de pequenos consumidores. Faltam medidas governamentais efetivas. Embora tenhamos insistido em saber, ninguém da ANEEL, CCEE conseguem explicar porque temos a energia das mais caras do mundo com matriz energética das mais baratas do mundo. Saio do evento frustrado e preocupado com nosso futuro como pequenos consumidores”, pontuou.


Créditos do Texto: Ascom Ceeto
Créditos da Imagem: Divulgação